A insensatez dos nossos dirigentes

No último dia 17 Tite e seus auxiliares convocaram os jogadores para os amistosos da seleção brasileira em Setembro. Até ai tudo bem. Porém esses amistosos vão ocorrer em datas importantes para alguns clubes brasileiros. Três deles em especial se sentiram mais prejudicados. Cruzeiro, Flamengo e Corinthians vão disputar as semifinais da Copa do Brasil em Setembro. Os clubes vão ficar desfalcados de Dedé, Lucas Paquetá e Fagner respectivamente.

A Culpa é toda da CBF ?

Não meus amigos a culpa não é toda da CBF. Esse artigo em nenhum momento visa defender uma entidade como a CBF. Entidade essa que tem seus acertos e erros. Acertos como transmitir as fases finais da Série C na ausência relâmpago do canal que fazia a transmissão. Já os erros são inúmeros, além da latente falta de transparência da entidade. Porém vamos lembrar que essa é uma entidade eleita por todos os clubes e se alguém quer mudar algo tem que fazer de maneira clara e nítida com uma oposição firme e transparente.

Dito isso é no mínimo uma idiotice reclamar dos fatos. Afinal os próprios clubes também são culpados. O calendário já está definido desde o começo do ano. Mas e a preguiça de analisar a o calendário para corrigir lá atrás?

A maioria dos nossos dirigentes infelizmente é tão pequeno que está pouco se importando com o futebol brasileiro. Vamos supor que o presidente do Cruzeiro tenho pego o calendário la no começo do ano e viu que isso ia acontecer. Ai ele olhou pro elenco dele e pensou “po daqui ninguém vai pra seleção”.  Aí vem a surpresa o Dedé se recuperou  bem e foi convocado. Quer dizer, o próprio dirigente se olhou o calendário não acreditou no seu jogador. Em resumo só transferir a culpa de tudo pra CBF é muito fácil também.

Criticas como as feitas por Itair Machado do Cruzeiro, Bandeira de Melo do Flamengo ou Andres Sanchez do Corinthians deveriam ser feitas a eles próprios por não terem pedido que mudanças fossem feitas anteriormente. Agora nada mais é do que um choro amargo.

O exemplo de coerência

Contrariando o discurso vazio dos diretores do próprio clube, o exemplo de coerência veio de Mano Menezes do Cruzeiro.

A questão de convocação é absolutamente clara. Não é problema do técnico da Seleção. Ele tem que fazer o trabalho que é o melhor para a Seleção. O problema é resolver o calendário. Em qualquer lugar do mundo, em Data-Fifa não tem jogo.

E isso caros leitores não é um problema só de uma péssima entidade. É um problema do futebol brasileiro como um todo, onde cada dirigente está preocupado apenas com o próprio umbigo e não com o crescimento do nosso futebol de maneira organizada e transparente.

Gostou da coluna de hoje. Nos mande sugestões de temas. Um abraço e até semana que vem.

Emerson Morelli

Fanático por futebol desde garoto, o colecionismo se tornou uma extensão disso.

Talvez você também se interesse por...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *