As Revelações da Lusa

Goleiro

No gol o Homem que inventou a ponte. Além disso foi um dos fundadores do Sindicato dos Atletas Profissionais do Estado de São Paulo. Pela Lusa foi bicampeão paulista em 1935 e  1936 em campeonato organizado pela APEA.

Zaga

Na direita um mito do futebol nacional, Djalma Santos. Talvez o maior lateral-direito da história, ao lado de Beckenbauer é o unico jogador escolhido para a seleção ideal de uma Copa do Mundo três vezes. Fez parte da maior Lusa de todos os tempos, nos anos 50 ganhou por duas vezes o Torneio Rio-SP em 1952 e 1955. è o segundo jogador que mais vestiu a camisa da Lusa na história com 434 partidas.

Na zaga Hermínio. Famoso por sua determinação e posicionamento fez parte do time da Lusa por 12 anos, foram 325 partidas pelo clube. Ao lado dele César, um dos zagueiros do time vice-campeão nacional em 1996, marcou época com muita segurança a frente da zaga lusitana, foram 147 jogos pela Portuguesa. Completando a linha de defesa o recém aposentado Zé Roberto na esquerda. Zé também fez time parte do time de 1996, rodou o mundo desfilando muita técnica. Encerrou sua carreira participando da Copa Rubro-Verde com a a camisa da Lusa.

 

 

 

Meio-Campo

Na posição de volante uma improvisação, o talentoso Zé Maria que também fez parte do elenco de 1996 e rodou o mundo com destaque na Itália. Encerrou sua carreira em 2008 na Portuguesa.

Nas meias dois verdadeiros azougues. Pela direita os dribles de Dener que quebrava as colunas dos adversários. Pela Lusa ganhou a Copa SP de 1991, foram 101 jogos, 38 gols e inúmeras colunas de zagueiros deixadas pelo caminho de seus dribles. Na esquerda Pinga, dribles curtos, rápidos e uma perna esquerda que encantava pela pontaria, foram 236 jogos e 168 gols pela Lusa.

Ataque

Pela direita do ataque desse time um dos primeiros brasileiros a jogar na Europa. Jair da Costa foi revelado pela Lusa, mas ganhou o mundo com a seleção e fez sua fama com a camisa da Internazionale (ITA). Foram quatro títulos da Série A e duas Champions League e uma idolatria eterna dos italianos. Pela esquerda Ivair “O Príncipe do Futebol” já estreou na Lusa com estrela fazendo gol e desmaiando logo em seguida. Foram 307 jogos e 103 gols pela Portuguesa.

No centro desse ataque o genial Enéas de Camargo, foram 379 jogos e 167 gols pela Lusa. Muita técnica e um faro de gol apurado para demolir defesas adversárias, é o segundo maior artilheiro da história da Portuguesa e considerado por muitos o maior jogador da história do clube.

Emerson Morelli

Fanático por futebol desde garoto, o colecionismo se tornou uma extensão disso.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *