Até tu, Magrão?

TRAIÇÃO

/a-i,ai/

substantivo feminino

1.

quebra da fidelidade prometida e empenhada por meio de ato pérfido; aleivosia, deslealdade, perfídia.

2.

JURÍDICO (TERMO)

crime cometido pelo cidadão que, perfidamente, pratica ato que atenta contra a segurança da pátria ou a estabilidade de suas instituições.

3.

POR ANALOGIA

infidelidade no amor.

Como pode uma condução errada acabar com quase quinze anos de história dentro de um clube e devastar um relacionamento quase que santo com uma torcida?

Bem foi o que Alessandro Beti Rosa, também conhecido como Magrão, conseguiu fazer numa série de decisões erradas que culminou na saída dele do Sport Club do Recife.

Até a última sexta feira, 21 de junho de 2019, se você perguntasse a dez torcedores do Sport qual era o maior ídolo do rubro negro da praça da Bandeira, onze iriam responder, Magrão, sem nem pestanejar. Talvez hoje o percentual não seja mais o mesmo.

Sexta feira, reapresentação do elenco do Sport, durante a semana surgiu um rumor que Magrão estava pensando seriamente em antecipar a aposentadoria os rumores tomaram força quando o goleiro não apareceu, um misto de tristeza e saudade começou a tomar conta da torcida, a ficha de que realmente a hora está próxima finalmente caiu.

No sábado todos aguardavam alguma declaração, se haveria algum jogo de despedida, se ele continuaria no clube em alguma outra função, muitas dúvidas na cabeça da torcida e novamente Magrão não apareceu, junto a isso o clube informou que não foi avisado sobre nada. Começou a circular um trecho de uma entrevista para a própria TV Sport, onde ele afirmava que não gostaria de festas nem despedida, na hora de parar ele simplesmente não apareceria mais.

Em plena véspera de São João é noticiado em umas das rádios mais conceituadas da cidade que o sumiço de Magrão não tinha nada a ver com aposentadoria, ele estava com uma doença grave e esse seria o motivo de sua ausência, a notícia cai como uma bomba na torcida, nada de informações, quando aparecia eram desencontradas e assim seguiu por todo o domingo e também na segunda.

Na manhã da terça feira, Geraldo Freire, um radialista muito bem conceituado, de fora do futebol, soltou que Magrão estava com câncer, comoção geral na torcida, as coisas começaram a encaixar, pois ele em quatorze anos de clube nunca havia faltado, nem mesmo quando a esposa passou por problemas sérios de saúde, uma tristeza dominou a torcida do Leão da Ilha do Retiro, essa tristeza em pouco tempo iria se transformar numa raiva e angústia sem fim.

Na hora do almoço começaram a aparecer as primeiras notícias sobre Magrão ter colocado o Sport na justiça, tudo ainda estava muito confuso, câncer, justiça, como assim? Foi quando começou a aparecer os fatos, número do processo, pessoas ligadas a família garantindo que ele estava com saúde… E o alívio foi se tornando raiva, para alguns ódio, como pode o cara que estávamos preocupados com a saúde na verdade estava bem e se escondendo já que havia colocado o clube na justiça.

Entendo que o Sport Club do Recife está longe de ser santo, provavelmente não honrou com os acordos que tinha com o goleiro, mas era Magrão, não é um jogador qualquer que troca de clube ao final de cada temporada, é um cara que a torcida cobra ao clube um estátua, maior vencedor da história do clube. É São Magrão, o Buffon do nordeste, ou pra muitos Buffon que era o Magrão da Itália. Não tinha como Magrão ter uma atitude dessa com a torcida. Foi uma traição que ninguém esperava, principalmente pelo motivo que “aparentemente” foi, pois a torcida iria com certeza dar razão a ele.

Bastava uma postagem numa rede social, dizendo para a torcida que não chegou num acordo e que se desligaria do clube. Com certeza a torcida estaria com ele, pelo menos em sua maioria, mas infelizmente ele preferiu sair pelas sombras usando a porta dos fundos…

Rodrigo Pedrosa

Membro da família Na Gaveta, apaixonado por esportes, colunista do Manchester United no Manchester United Brasil, colecionador, Pai de Alice e Carol, atleta de handebol no Clube Português do Recife...

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *