Colecionador Claudio Burger

Hoje a nossa entrevista com o Colecionador volta ao Rio de Janeiro. Vamos entrevistar um colecionador que já viajou e não saiu nem da rodoviária só pra pegar uma camisa. Falamos com o Colecionador Claudio Burger que nos contou essas e mais outras histórias.

NaGaveta.com: Como começou a colecionar? Alguém em especial te incentivou?

Claudio: Foi meio por acaso. Eu sempre gostei de ir a esses jogos. Eu moro em frente ao Maracanã, e por ser próximo ao estádio do São Cristóvão e do antigo estádio Volney Braulio ( America) Andaraí ( Bairro). E quando  ia para  São Januário ou Maracanã ficava encantado com os torcedores de times “pequenos “. Certa vez (1987) andando pelo centro do Rio. Entrei em uma loja tinha camisas do Americano e do Volta Redonda. Então comprei as duas . E como moleque , duro! Voltei a pé para casa. Até 1992 eu juntava, a partir daí me tornei Colecionador. Em 1999 , foquei somente nos times do  Rio de Janeiro por falta de espaço.

Claudio e uma pequena parte de sua coleção

O Foco nos “Pequenos” Cariocas 

NaGaveta.com: Sua coleção tem algum foco específico?

Claudio: Chamados times ” pequenos ” do RJ. ( aspas para pequenos rs).

NaGaveta.com: Qual camisa você destaca na sua coleção?

Claudio: Portuguesa ( fim dos anos 60 ) Olaria 71 e as camisas dos times pequenos ( Adidas)

As camisas especiais da coleção de Claudio. Olaria 71, Americano, Portuguesa (fim dos anos 60) e Serrano

Manter a história viva

NaGaveta.com: Como é manter viva a história do pequenos clubes através das camisas ?

Claudio: Os colecionadores fazem o que muitos dirigentes não fazem que é manter a história. Em 2007 criei o site Futrio.net devido a minha coleção. O site tem como foco manter viva a tradição e história dos chamados pequenos clubes.

NaGaveta.com: Quantas camisas você possui? Qual seu grande ídolo entre os jogadores dos pequenos cariocas? Mesmo com tantas camisas ainda tem aquela que é o seu sonho?

Claudio: Atualmente  são 437 camisas dos times  do Rio de Janeiro. Destaco como grandes ídolos Cadão ( Friburguense), Arthuzinho ( Bangu). Meu sonho de consumo é uma camisa do é camisa do Porto Alegre ( Adidias ) que ainda não tenho, mas um dia ainda vou ter em minha coleção.

Uma Pequena parte da Coleção

Viagem Por Uma Camisa

NaGaveta.com: Alguma história curiosa de como conseguiu alguma de suas camisas?

Claudio: Certa vez sai do RJ , para Resende. De ônibus , marquei com dirigente na rodoviária de lá. Peguei a camisa e voltei para Rio . Não fiquei nem 10 minutos , na rodoviária. A camisa era do E.C Resende. Hoje não sei se faria de novo, mas sinceramente não me arrependo (rs).

Emerson Morelli

Fanático por futebol desde garoto, o colecionismo se tornou uma extensão disso.

Talvez você também se interesse por...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *