Colecionador – Felipe Bruns Guenther

Hoje a entrevista com o colecionador sai do México onde entrevistamos a colecionadora do Atlante Abril Vanessa e vai até a cidade de Curitiba, entrevistar o colecionador Felipe Bruns Guenther que começou sua coleção em 2008. O nosso entrevistado é fanático pelo Coritiba Foot Ball Club e tem essa paixão como foco de sua coleção.

NaGaveta.com: Como começou a colecionar? Alguém em especial te incentivou?

Felipe: Comecei em 2008, tentando abrir uma loja diferenciada em Curitiba, no foco para colecionadores. Hoje ela está com outro nome e outro sócio, sempre tive vontade de ter as camisas de jogo, usadas pelo jogadores, com patrocínio diferentes que se passa a cada ano.

NaGaveta.com: Sua coleção tem algum foco específico?

Felipe: Tenho muitas camisas de seleções pois minha mãe viaja muito e me ajuda nas camisas. Sempre trazendo uma de origem da viagem, mais o foco principal é o Coritiba.

O foco no time do Coração

NaGaveta.com: Qual camisa você destaca na sua coleção?

Felipe: Desde que me interessei no futebol desde pequeno meu sonho era ter todas as camisas do coxa, mais agora estou quase lá. Porque vou ao estádio e vejo todos com as camisas que já tenho, as do Coritiba somam quase 150 camisas, tenho adidas antiga de jogo, e uma Campeã Coca -Cola número 2, e a última usada pelo Alex no Coritiba.

A camisa Adidas e a camisa da malharia Campeã

NaGaveta.com: Como é sua relação com o clube? Existe algum projeto para um museu ou algo do gênero?

Felipe: Com relação ao clube, é uma paixão inexplicável, amor eterno, já consegui até trabalhar lá no Coritiba como Orientador, foi uma das minhas melhores profissão digamos de passagem, mais não tenho nenhum contato direto no clube, é mais por paixão ao time em poder ajudar, e ainda não tive nenhum planejamento de museu ainda, pois não passou pela minha cabeça em fazer isso, quem sabe um dia com a camisa de 85, que tanto corro atrás, pois aquela camisa é histórica pelo título brasileiro.

Camisa usada por Pachequinho

O que pensam os parentes e amigos de Felipe

NaGaveta.com: Como seus parentes e amigos mais próximos encaram sua coleção? E o espaço para guardar as camisas causa muita confusão?

Felipe: Boa pergunta dos amigos e dos parentes, minha mãe já está acostumada. Como já disse no início me ajuda na segunda coleção de países, me trazendo uma de presente para onde viaja. Claro que tem que ser verde a cor da camisa ou branca (rs) de seleção (rs). Já os parentes e amigos como sempre os que não colecionam acham tudo coisa de maluco. Ainda perguntam para que tanta camisa (rs). Os espaço para guardar a coleção é tranquilo, pois sou organizado ao extremo tudo dobradinha e por, marca de cada ano. Guardo tudo num canto do armário que por sinal da ficando cheio (rs).

Parte da Coleção de Felipe

NaGaveta.com: Você tem uma história curiosa para nos contar sobre como você conseguiu uma de suas camisas?

Felipe: História curiosa, todas as camisas do Coritiba minha tem. Mas uma em especial que me deu um up na coleção foi da adidas de jogo número 8. A partir desta veio a da campeã, a última que o Alex jogou pelo Coritiba e a do Pachequinho numa leva só. De um cara que nunca imaginei que iria pegar de novo com ele, as camisas, foram realmente um achado.

Ultima camisa usada por Alex no Coritiba

Emerson Morelli

Fanático por futebol desde garoto, o colecionismo se tornou uma extensão disso.

Talvez você também se interesse por...

2 Responses

  1. Jair Antonio Baptistel diz:

    tenho uma camisa do coritiba de 85 numero 14 interessa para vc

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *