Colecionador Guilherme Felipe

Galera do Na Gaveta hoje vamos a nossa sétima entrevista da Série com os Colecionadores de camisas de Futebol.
Hoje o Blog vai até o interior de São Paulo, mais precisamente a cidade de Ribeirão Preto, entrevistar o colecionador Guilherme, que vai nos contar um pouco mais sobre sua coleção com foco no ultimo grande camisa 9 do futebol brasileiro, Ronaldo Fenomeno, então vamos a entrevista.

Na Gaveta.com: Como começou a colecionar? Alguém em especial te incentivou?

Guilherme: Comecei a colecionar a cerca de dois anos e meio. Antes deste período possuía muitas camisas de futebol mas sem intuito nenhum de coleção. Tinha para o uso cotidiano, hoje em dia as camisas da coleção dificilmente são usadas. O que me incentivou foi ver um amigo postar uma foto de uma camisa da Suvinil do Corinthians número 7 do Marcelinho Carioca em excelentes condições. Conversei com ele e o mesmo me adicionou em um grupo do Corinthians onde comecei a adicionar outras pessoas. Em um primeiro momento a coleção não tinha um foco em específico, de início pensava em ter a maior quantidade de camisas possíveis dos ídolos do Corinthians. Mas ao longo do tempo as coisas foram tomando outro rumo.

Na Gaveta.com: Sua coleção tem algum foco específico?

Guilherme: O foco em específico da minha coleção são as camisas utilizadas pelo Ronaldo Fenômeno ao longo de sua gloriosa carreira. Escolhi esse foco por ter ele como meu ídolo máximo no futebol. Além de admirar as voltas por cima que ele deu no esporte. E antes de pensar em colecionar já possuía duas camisas dele. Ao longo desses dois anos e meio, já consegui mais de cinquenta camisas do Fenômeno. Tive o prazer de conhecer o próprio Ronaldo em um evento na minha cidade. Fiz uma matéria sobre minhas camisas e idolatria para a página Ronaldo Academy no facebook, onde o vídeo alcançou cerca de 13.000 visualizações.

Uma parte da Coleção Ronaldo Fenômeno

A Camisa de Destaque

Na Gaveta.com: Qual camisa você destaca na sua coleção?

Guilherme: tenho várias camisas bacanas, da copa de 2002, do FC Barcelona,F.C. Internazionale MilanoReal Madrid C.F., PSV. Mas a que eu considero a principal é a camisa do Cruzeiro Esporte Clube 1994 away, e eu consegui ela através de um torcedor do Cruzeiro que me procurou, para oferecê-la. Ela é bem rara, pois com ela o fenômeno realizou apenas três partidas oficiais. Lembro que ele disse que só estava me passando a camisa, pois sabia que eu cuidaria muito bem dela e que ela seria essencial na coleção. O fato curioso é que eu não tinha dinheiro para comprar. Negociei mesmo assim. É um amigo chamado Eric Lareu comprou ela para mim e dividiu em 3 vezes, para que eu pudesse pagá-lo. Se não fosse ele provavelmente não a teria em minha coleção.

Camisa Cruzeiro Ronaldo

A Importância de Ronaldo  para o Corinthians

Na Gaveta.com: Na última entrevista do Na Gaveta, falamos com um colecionador do Edmundo (Rodrigo Boby), nos chamou a atenção como ele se referiu ao Edmundo com a camisa do Vasco, como você sendo corintiano vê a importância do Ronaldo nessa guinada do Corinthians?

Guilherme: O Corinthians pode ser dividido em duas eras, antes da chegada do Ronaldo e a era pós-fenômeno. Antes o Corinthians, já era considerado um dos principais clubes do Brasil, pela quantidade de torcedores, títulos e tradição. Entretanto, não possuía condições estruturais que faziam jus a sua grandeza dentro dos gramados.

Com a chegada do Ronaldo ao Corinthians, além de trazer altos investidores e visibilidade internacional, trouxe também outra mentalidade. A estrutura era de extrema importância para qualquer planejamento. Lembro-me que ele disse que os jogadores se trocavam em um contêiner. E dentro do mesmo havia goteiras que davam a sensação que estava chovendo mais lá dentro do que lá fora. Ele foi um dos ou o principal responsável por tirar o novo centro de treinamento do papel e transformá-lo em realidade.

No primeiro ano foram dois títulos além do início das obras do atual centro de treinamento. Do qual é considerado um dos principais do país, e com certeza foi fundamental para a preparação e conquistas dos títulos da Libertadores e do Mundial, que vieram depois de alguns anos. Levando o Corinthians ao topo do mundo. Em contra partida o Corinthians fez muito bem também ao Ronaldo. Acreditou que mais uma vez ele daria à volta por cima. Não só deu como brilhou em 2009 pelo paulista, copa do Brasil e brasileiro. Sagrando-se campeão paulista e da copa do Brasil, sendo cogitado a voltar a defender as cores do Brasil. Além de realizar o meu sonho de ter o meu ídolo máximo no futebol jogando pelo meu time de coração, não perdia um jogo sequer.

Guilherme e o ídolo

 

Um Colecionador do Fenômeno na Itália

Na Gaveta.com: Nos conte uma história curiosa de como conseguiu alguma camisa de sua coleção?

Guilherme: Quando decidi colecionar as camisas do Ronaldo era fácil conseguir uma que eu não tinha. Pois, de início só possuía duas camisas, aos poucos esse número passou para dez, quinze. Daí em diante passei a fazer amizade com pessoas que também colecionavam camisas de futebol. Fiz grandes amigos que me ajudaram e até me presentearam com camisas que eu não tinha na coleção. Dentre eles um colecionador do Ronaldo chamado Massimilano que mora na Itália. Com ele pude trocar algumas camisas do Fenômeno e aprender muitas coisas sobre as camisas da época em que ele atuou na Europa.

Levarei sempre como meu grande trunfo as amizades que fiz nesse meio. Fui muito ajudado para chegar aonde cheguei até agora.Por fim e como sempre, agradecer a entrevista e disponibilidade do amigo Guilherme, convidar todos vocês a conhecer mais sobre a coleção na página https://www.facebook.com/ColecaoRonaldoFenomeno/?pnref=storyfeita pelo nosso amigo Guilherme, e sempre lembrando aqui no Na Gaveta o espaço é todo seu e o próximo pode ser você,

Emerson Morelli

Fanático por futebol desde garoto, o colecionismo se tornou uma extensão disso.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *