Colecionador Jean Romanholi

Galera do Na Gaveta, hoje vamos a nossa terceira entrevista da série especial com os colecionadores de camisas de futebol.
O entrevistado da vez é o colecionador Jean Romanholi de Jundiaí/SP que tem uma bela e vasta coleção de camisas com foco no Palmeiras, Paulista de Jundiaí e um foco curioso que são as camisas da Rhummel, conheça um pouco mais o colecionador e sua coleção na entrevista abaixo.

O Começo da Coleção

Na Gaveta.com: Como começou a colecionar? Alguém em especial te incentivou?

Jean: Tudo começou quando vi as fotos do meu avô João que faleceu em 97. Todos meus tios e primos usavam na foto aquela camisa de 93 da Parmalat. Queria ter aquela camisa pois fazia eu me lembrar do meu avô Em 2013 entrei nos grupos de colecionadores e encontrei algumas camisas que almejava inclusive a listrada da Parmalat. De 2013 em diante não parei mais hoje tenho pouco mais de 100 camisas do Palmeiras que são o motivo do começo da minha coleção.

Na Gaveta.com: Sua coleção tem algum foco específico?

Jean: Minha coleção é dividida por diferentes Estes são: Camisas do Palmeiras, camisas do Paulista de Jundiaí, camisas da Rhumell e camisas de várias equipes nacional.

As Camisas do Paulista de Jundiaí

Como começou o foco da Rhummel

Na Gaveta.com: O que te levou a ter um foco com camisas de um fornecedor? Quantas camisas desse foco você possui?

Jean: A Rhumell esteve presente num momento de grandes conquistas na história do Palmeiras. Eu já gostava da marca pelos modelos históricos feito para o Palmeiras. Comecei a conhecer outras camisas de clubes também feito pela Rhumell. Eu achava legal alguns modelos semelhantes ao do Palmeiras mas com as cores das outras equipes, então resolvi criar este foco na coleção afim de conhecer cada vez mais a extinta fornecedora de material esportivo.

As Camisas da Rhummel

Na Gaveta.com: Destas camisas da coleção da Rhummel, qual foi a mais difícil de conseguir? Alguma história engraçada pra nos contar?

Jean: São 20 camisas da Rhumell de clubes diferentes, a camisa mais difícil foi a camisa do Joinville 2004/2005. O antigo dono só queria trocar por outra camisa do clube e eu não tinha nada. Expliquei pra ele meu foco de camisas da Rhumell e ele entendeu e assim consegui essa bela camisa. Isso demonstra que no colecionismo tem muita gente do bem e que se preocupa em ajudar as pessoas. Meus amigos colecionadores brincam, dizendo que achei a batcaverna da Rhumell. Eles falam que um dia vou fazer um museu dedicado a marca, apesar de achar engraçado não deixa de ser uma boa ideia.

Por fim o grupo parabeniza o Jean pois hoje é aniversário dele, desejando muita saúde paz sucesso e claro camisas, além de agradecer a entrevista e a disponibilidade do mesmo e sempre lembrando aqui no Na Gaveta o espaço é todo seu e o próximo pode ser você, comentem, curtam e compartilhem #NaGaveta.

Emerson Morelli

Fanático por futebol desde garoto, o colecionismo se tornou uma extensão disso.

Talvez você também se interesse por...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *