Como é triste ver Arthur fora da copa

Na tarde de ontem, o técnico Tite definiu os vinte e três atletas que vão representar o Brasil na Rússia. Sem muitas surpresas, o comandante manteve sua coerência das suas últimas convocações. Dentre as últimas lacunas que faltavam ser preenchidas, havia uma vaga ´´híbrida´´, podendo ser exercida por um centro-avante, um meia ou um jogador com mais mobilidade, como Taison, o escolhido. Mas, a convocação do atacante do Shakhtar, é sem dúvidas a menos aceita por todos. Aí entra uma simples pergunta: Por que não Arthur?

Nos últimos anos, o Brasil dividiu suas funções de meio campo. Tem o primeiro volante marcador, interceptador de jogadas e que pouco aparece na frente. São os casos de Casemiro e Fernandinho. O segundo volante que é o cara da infiltração, como Ramires, Elias e o Paulinho. O Arthur é totalmente diferente desses jogadores, é o armador que vem de trás. Ele se posiciona entre as linhas defensivas para a construção da equipe. Aparece dando opções para o lateral e dita o ritmo do seu jeito. Para se ter uma ideia, o gremista tem uma média de acerto de passes superior a 90%. É algo surreal, que muitas vezes, infelizmente, passa despercebido por muitos. Tendo em vista que o ´´camisa 10´´ sempre é mais valorizado.

A falta de bagagem de Arthur ou uma lesão que o tirou do mundial de clubes em dezembro do ano passado, por exemplo, podem ser considerados motivos para deixar o jovem meio campista de fora. No entanto, isso pode ser totalmente descartado quando se vê o talento e a facilidade dele em controlar as ações do tricolor gaúcho em campo. O Grêmio se encaixou rumo ao tri da libertadores graças ao nível altíssimo apresentado pelo jovem jogador. A dinâmica que ele oferece a equipe é algo raro, único, pouco visto no futebol brasileiro.

Arthur treinando pela seleção no ano passado.

Arthur não chegaria a seleção como um titular imediato. Tendo em vista que Tite fez pouquíssimos testes na sua base sólida e vencedora. Mas ainda assim, poderia ser muito útil com sua capacidade de quebrar linhas defensivas sem perder a combatividade. Acima de tudo, seria a preparação ideal para o garoto de 21 anos que tem bola e idade para representar a seleção brasileira por muito tempo.

É uma pena não ver Arthur na lista dos jogadores que vão à Copa, pois é um jogador único, que não se vê no dia a dia. A escassez de jogadores com as características do meio campista, faz com que o Barcelona tenha interesse e pague a multa rescisória do gremista. Se o jovem goiano mantiver esse nível, com tamanha propriedade sem sentir a pressão, será jogador para mais de uma Copa do Mundo. Entre a opção e gratidão, Tite optou por deixa-lo de fora. Mas é uma questão de tempo até Arthur assumir essa vaga que inevitavelmente será dele. Conselho: Enquanto ele estar por perto, vamos apreciar o espetáculo que ele nos oferece.

Talvez você também se interesse por...

4 Responses

  1. Escorcio diz:

    Realmente Arthur é um jogador diferenciado e com um futuro promissor pela frente , merecia convocação até pra pegar uma bagagem

  2. William diz:

    Creio que poderia ser no lugar do fred, mas acho que tite poderia ter pensando até em um tipo de experiência para futuras copas já que Arthur é jovem,mas faz parte concerteza veremos mto Arthur brilhar.

  3. Vinicius diz:

    Acho que Artur poderia ter lugar sim na seleção de Tite, porém ele optou pelo seguro que era sua base. Fica assim sem um craque que poderíamos ver crescer nessa seleção.

  4. Elan diz:

    Creio que o Tite não levou o Arthur pq ele não queria mexer na sua base. Porém creio que ele era um candidato fortíssimo nessa seleção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *