É MESMO ESTE O FUTEBOL QUE QUEREM?

Texto originalmente publicado pelo Blog A Economia do Golo. Conheça mais e Curta a página no Facebook clicando aqui.

As fotografias demonstram o aspecto do estádio onde se disputou a final da Liga Europa, entre Arsenal e Chelsea.
Um estádio com poucos adeptos dos dois clubes, sem cânticos, sem emoção, a fazer lembrar uma daquelas exóticas contendas de pré-época, que os clubes fazem para ganharem um simpático cachê.

O Silencio de uma Final


Durante o jogo…silêncio total! Onde estavam os apaixonados adeptos britânicos? Os cânticos que fascinam em qualquer jogo da Premier League. Ainda para mais de duas equipes londrinas, acesas em rivalidade?

Apenas, se ouviram a espaços…e distantes, longínquos…a ecoarem… Fruto, também, da pista de atletismo que separava a paixão da razão de uma partida de futebol. E eram claros… para além da obscenidade, a pergunta direta, clara, concreta à UEFA: ” Is This What You Want?”, traduzindo “É isto que vocês querem?”

https://www.instagram.com/championsshirts.cs/

A Resposta dos torcedores


As cadeiras vazias pareciam responder a esta questão. Mas, deviam ser duas equipas do campeonato mais apaixonante do mundo a pelejarem por um dos troféus mais importantes da Europa do futebol. Contudo, não parecia. Aliás, se uma das imagens mais imponentes e mais apelativas do futebol inglês são as bancadas, aqui existia o esforço por serem escondidas. Por não serem apresentados planos televisivos aproximados, que comprovassem, cabalmente, a falência da escolha de quem decidiu!

E essa falhanço foi rotundo!


Apenas 5000 adeptos londrinos fizeram-se à estrada, ou “ao avião” para cumprir o sonho de apoiar os seus emblemas numa final europeia. Ridículo, no mínimo, quando sabemos que Stamford Bridge e os Emirates nunca apresentam lotações menores de 40000 adeptos. Jamais e porque mais não cabem!
Mas, aqui era diferente…. preços faraônicos (como se a UEFA não soubesse que o futebol é o desporto do povo) e uma distância inalcançável… Resultado? Adeptos afastados!
Mas, algo terá conseguido quem decide. A união dos rivais nas críticas a quem os desterrou em tão inóspito local. A quem os obrigou a viajar até Baku para disputar um jogo que depois disseram que era para uma escassa minoria!


Além disso, os problemas políticos do país. Saber que uma das estrelas dos Gunners, Mkhitaryan, não pôde viajar por ser arménio e o Azerbaijão não permitir que entrem cidadãos da Arménia no seu território. Saber que a polícia obrigou adeptos dos “Gunners” a tirar camisolas que endossavam com o nome do seu ídolo. Como se o nome também tivesse a necessidade de ter visto… e quem manda a assobiar para o ar, a chegar a Baku na primeira classe de aviões privados luxuosos, com transfers privados e com direito às mais faustosa recepções.
No final ganhou o Chelsea… mas, perdemos todos nós, um pouco… 
É mesmo este o futebol que querem?

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *