Em 1994, os gaúchos dos Pelotas encaram a seleção russa

Um confronto emblemático na história do Esporte Clube Pelotas. Em 1994, o time do interior gaúcho recebeu na Boca do Lobo a seleção da Rússia para um confronto amistoso. Os russos seriam os primeiros a enfrentar a seleção Brasileira na Copa do Mundo daquele ano. Antes de entrar em campo pela competição mundial, jogou diante dos pelotenses.

A Chegada a Pelotas
Os atletas do país eurasiano chegaram na cidade de Pelotas-RS um dia antes do confronto. A torcida auro-cerúlea foi bastante receptiva com o escrete que se preparava para ir aos EUA, tanto que o atacante Pantchenko afirmou estar impressionado com a recepção dos brasileiros. A noite os russos fizeram o reconhecimento do gramado para a partida que logo viria a acontecer.
Quem marcou presença no confronto foi o então técnico da seleção canarinho, Carlos Alberto Parreira, e o auxiliar Zagallo. Os russos vieram ao Brasil tendo como estrela Vitor Pantchenko, artilheiro do campeonato de seu país natal com mais de vinte gols. O Pelotas por sua vez contava com o apoio de mais de 15 mil torcedores na Boca do Lobo.
Clima de amistoso só fora de campo
O clima de amistoso ficou de lado em campo, quando logo aos seis minutos Pantchenko foi derrubado próximo a grande área. Na cobrança de falta para o selecionado estrangeiro, estava Liberkowski, na cobrança ensaiada conseguiu atingir a meta de João Scherer.  Os mandantes tiveram a chance do empate quando João Carlos foi derrubado na área.  A penalidade foi cobrada por Eugênio, mas o goleiro Kramarenko fez a defesa.  O time da casa não se abateu com o pênalti desperdiçado e continuou na ofensiva. Já no final do primeiro tempo após uma cobrança de falta, João Carlos resvalou de cabeça para Pianelli completar pras redes.
No início da segunda etapa, o Lobo conseguiu ser efetivo, quase chegando ao segundo tento. Mas o placar se manteve no empate, e dali em diante os a seleção da Rússia voltou a dominar em campo. Em nova cobrança de falta, Liberkowski com perfeição mandou no ângulo e sacramentou a vitória russa em terras gaúchas. A partida apitada por Renato Marsiglia terminara em 2 a 1 pro selecionado.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *