Como és incrível, Premier League

A Premier League tem a fama de ser uma liga cheia de emoções, rivalidades e
muita competitividade. A atual temporada, não poderia ser diferente, com uma
série de jogos marcantes e emocionantes, inúmeros recordes individuais e
coletivos sendo quebrados, os olhos do mundo se voltam cada vez mais para a
terra da rainha.

A atual edição conta com um líder que dispensa comentários. O Manchester
City comandado por Pep Guardiola, vem apresentando um futebol que
particularmente, nunca vi nada parecido desde que acompanho a liga. Com um
futebol rápido, envolvente e vencedor, os Cityzens só esperam o tempo passar
para poder levantar a taça. São 26 jogos com 22 vitórias, 3 empates e apenas
1 derrota para o Liverpool, no Anfield. Além do destaque coletivo, o City
também se sobressai no individual, o belga Kevin De Bruyne vem fazendo uma
excelente temporada e comanda a equipe dentro de campo. Das 26 partidas do
clube no campeonato, o meio campista foi eleito o melhor da partida em 17.
Com 13 pontos à frente do seu rival de Manchester, o City segue nadando em
braçadas largas rumo ao seu 5º título inglês.

No lado vermelho da cidade de Manchester, o sentimento que fica é de que
dava pra ter feito coisa melhor no campeonato. Essa distância de 13 pontos
para seu rival, se aplica muito a um futebol bem aquém do que a equipe pode
proporcionar.

A postura extremamente defensiva de Mourinho nos jogos contra
o Big Six é algo extremamente questionado por torcedores, jornalistas e
telespectadores da premier league. Para tentar melhorar seu desempenho, os
Diabos Vermelhos foram ao mercado e trouxeram o chileno Alexis Sanchez,
numa negociação que envolveu a ida do armênio Mhkitaryan ao Arsenal. O
atacante chega a Manchester com a mística camisa 7 do clube e com a missão
de retribuir todo carinho e confiança que lhe foi dado pela torcida. Clube deve
se manter no Top 4 sem sustos, buscando quem sabe, um título na FA CUP ou
na Champions.

Com a teimosia do seu técnico falando mais alto, o Liverpool mais uma vez
deve se contentar apenas com uma vaga no Top 4. Eliminado das 2 copas e
em 3º colocado 18 pontos atrás do City, os Reds só tem a Champions para
tentar alguma taça. Missão extremamente difícil. O principal culpado tem nome
e sobrenome: Jürgen Klopp. O alemão consegue se tornar mais irredutível a
cada temporada e a conta vem chegando cada vez mais forte.

Não é novidade para ninguém que o principal problema do Liverpool é o sistema defensivo,
setor que só veio a ser reforçado na janela de janeiro, quando o Southampton
decidiu vender o Van Dijk. Os Reds tentam se sobressair a esses problemas
com o que tem de melhor: Seu ataque. Mesmo perdendo Coutinho em janeiro,
o Liverpool já demonstrou que há vida sem o brasileiro. Para o restante da
temporada é crucial se manter no Top 4.

O top six vai se impondo nesta temporada.

Enquanto isso em Londres….

Os 3 principais clubes londrinos na Premier League não conseguem manter
uma regularidade. O atual campeão Chelsea vive uma crise terrível de
relacionamento com o seu técnico Antônio Conte. O italiano foi pivô de varias
polêmicas envolvendo o atacante espanhol Diego Costa, que foi vendido ao
Atlético de Madrid, e com o zagueiro brasileiro David Luiz. Em meio a essa
crise, os Blues caíram de 2º para 4º colocado, além de uma dura eliminação
para o Arsenal na copa da liga. Com a saída de Antônio Conte cada vez mais
forte, o Chelsea já busca um substituto: Luís Henrique. Para esse restante de
temporada, o principal objetivo é se manter no Top 4.

O Tottenham do artilheiro Harry Kane, busca manter uma regularidade nos
resultados. O clube londrino vem tendo alguns tropeços e por inúmeras vezes
perdeu a chance de entrar no Top 4. Com o Chelsea vivendo um mal momento
e a distância caindo para 1 ponto, os Spurs querem ultrapassar os blues o mais
rápido possível. Para reforçar seu elenco, o Tottenham apostou no brasileiro
Lucas que estava no Psg, atleta vem querendo recuperar sua carreira e é uma
ótima oportunidade para ambos os lados. Com um futebol bem jogado nas
últimas rodadas, o Tottenham ainda sonha em ir avançando cada vez mais nas
outras competições, e quem sabe, conquistar alguma.

O Arsenal vive sua relação de amor e ódio com o francês Arsène Wenger e
segue tentando se achar na temporada. Após um começo muito fraco e com a
precoce eliminação na FA CUP para o Nottingham Forest, o clube londrino agiu
muito bem na janela, dando uma esperança ao seu torcedor. As contratações
de Mhkitaryan e Aubameyang dão uma expectativa para que o clube se acerte
na temporada e possa voltar a Champions. O Arsenal também tem a chance de
classificação pela Liga Europa, competição essa que se conquistada, pode
trazer uma calmaria na pressão ao técnico francês e pode significar, quem
sabe, um recomeço.

Os demais times

Burnley, Leicester, Bornemouth, Éverton e Watford são as equipes que vão
ficar no meio da tabela, variando as posições. Clubes que oscilam bastante e
que vão sobreviver sem sustos de rebaixamento. Para algum desses clubes
conquistar uma vaga na Liga Europa, teria que acontecer alguma tragédia
dentro de campo com algum clube do Big Six. Algo improvável.
West Ham, Brighton, Crystal Palace, Southampton, Newcastle, Swansea, Stoke
City, Huddersfield e West Bromwich são equipes que irão lutar ponto a ponto
pela permanência na elite. Apenas 3 pontos separam o West Ham (12º) do
Stoke City (18º) que abre a zona de rebaixamento. O destaque positivo vai
para o Swansea que conseguiu sair da lanterna e da zona de rebaixamento
após 2 vitórias significativas contra os gigantes Liverpool e Arsenal,
respectivamente.

Os destaques individuais não deixam a desejar na temporada.

Falando um pouquinho de artilharia, Salah e Harry Kane vão disputando
rodada por rodada esse troféu. O egípcio soma 21 gols na sua primeira
temporada nos Reds, superando alguns recordes de ídolos do clube. O inglês
tem 22 gols e vive a melhor fase da carreira, Kane chegou à marca de 100 gols com a camisa do Tottenham na premier league e bateu o recorde do seu
compatriota Sheringham que tinha 97.
Agora resta aguardar como será esse restante de temporada, que a emoção,
rivalidade e o bom futebol continuem sendo a prioridade na melhor liga do
planeta. A você, caro leitor, fique sempre ligado Na gaveta.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *