Final entre Chile e Alemanha. Rei Arturo vs Novo Mathäus

Copa das Confederações Final

São Petersburgo, palco da final da Copa das Confederações. © Getty Images

Domingo chegamos a 10ª final de Copa das Confederações.

Uma final entre o Bicampeão da América contra o atual Campeão do Mundo.

As duas seleções empataram por 1:1 em Kazan na segunda rodada do Grupo B e voltam a ficar frente a frente na Zenit Arena em São Petersburgo.

No duelo anterior o equilíbrio também prevaleceu além do placar do jogo:

  • Alemanha x Chile
  • Posse de bola: 51% x 49%
  • Chutes a gol: 3 x 4
  • Chutes: 3 x 6 
  • Chutes bloqueados: 3 x 1
  • Escanteios: 1 x 4
Quem consegue parar a Alemanha?

O “alternativo” selecionado germânico se tornou realidade após a goleada contra os mexicanos em Sochi. Os alemães tem o melhor ataque da competição com onze gols e vão em busca do título inédito.

Pelo lado alemão o destaque é Leon Goretzka, autor de três gols na competição, e que chegou a cinco gols em oito jogos pela seleção principal. Goretzka fez parte da lista preliminar da Seleção Alemã para a Copa do Mundo de 2014 e foi cortado menos de um mês antes do início do Mundial com uma lesão muscular.

Independente do resultado domingo os alemães chegarão para a Copa em 2018 com um plantel maduro e com peças de reposição que pouquíssimas equipes dispõe. A busca pelo pentacampeonato mundial é algo muito bem planejado e executado por essa máquina de ganhar títulos de futebol que são os alemães.

Leon Goretzka, disputa a Bola de Ouro da Copa das Confederações

Leon Goretzka, para muitos o novo Lothar Mathäus. © Getty Images

A alma e o orgulho chileno

Já o Chile chega para sua terceira final em três anos como uma equipe madura e que sabe valorizar a posse de bola e o conjunto, principalmente nos momentos mais complicados. Pode-se dizer que esse time joga com “alma”.

Se seus principais nomes do ataque ainda não deram as caras na competição, Claudio Bravo mostrou que é o pilar da defesa chilena e Arturo Vidal parece se multiplicar em campo.

Pode parecer pouco, mas esse Chile bateu por duas vezes a Argentina de Lionel Messi e agora, Portugal de Cristiano Ronaldo. Bem verdade que todos nas penalidades máximas e após três 0:0 nos placares, mas isso não desmerece a qualidade que está equipe demonstra.

Vidal e Bravo, destaques do Chile na Copa das Confederações. © Getty Images

Vidal e Bravo, destaques do Chile na Copa das Confederações. © Getty Images

A escrita de uma nova história

É a quarta vez que uma seleção europeia chega a final da Copa das Confederações e a quinta final de uma campeã mundial. França, por duas vezes, e Dinamarca foram campeãs.

Os sulamericanos foram campeões em cinco oportunidades: quatro com Brasil e uma com Argentina, e ficaram foram das finais em apenas duas edições: 2001 e 2003.

Zenit Arena - Krestovsky Stadium, palco da grande final em São Petersburgo. © Getty Images

Zenit Arena – Krestovsky Stadium, palco da grande final em São Petersburgo. © Getty Images

 

Prováveis escalações para a Final:

Chile: Claudio Bravo; Mauricio Isla, Gary Medel, Gonzalo Jara, Jean Beausejour; Pablo Hernández, Marcelo Díaz, Charles Aránguiz, Arturo Vidal; Eduardo Vargas, Alexis Sánchez. ​

Alemania: Marc-André Ter Stegen; Matthias Ginter, Antonio Ruediger, Niklas Suele; Joshua Kimmich, Sebastian Rudy, Leon Goretzka, Jonas Hector; Lars Stindl, Julian Draxler; Timo Werner

Pela Copa das Confederações, Chile e Alemanha empataram em 1:1

Na fase de grupos Chile e Alemanha empataram em 1:1

 

Fábio Vilela

Fábio Vilela cozinha, desenha, fotografa, coleciona camisas e gosta de falar de futebol. Adora lembrar dos craques dos anos 90 e da época de ouro do Calcio. Relembra com nostalgia dos seus esquadrões de futebol de botão, que ele mesmo fazia. Fã de polêmicas e de Cantona, Sérgio Ramos, Luis Suarez, Batistuta e acha La Bombonera o estádio mais legal do mundo.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *