Muitos tentam, mas invencível só um

Mais uma temporada da Premier League chega ao fim e o virtual campeão  Manchester City deve confirmar o título nas próximas rodadas. No entanto, os Cityzens, como inúmeros campeões passados, não conseguiram vencer o título de forma invicta. Porém o Arsenal conseguiu isso na temporada 2003-2004. Desde já adianto que ser campeão de forma invicta é algo único na Premier League, ou seja, não desvaloriza quem não conseguiu esse feito. Hora de voltar no tempo e relembrar este Arsenal que até hoje é amado e idolatrado por todos.

Os Invencíveis

A temporada 2003-2004 começou com mais uma vez Manchester United e Arsenal como favoritos ao título. Os diabos vermelhos comandados por Sir Alex Ferguson, eram os atuais campeões e o domínio na Premier League vinha desde 92, com incríveis oito títulos. Os gunners tentavam quebrar essa hegemonia do United. Para isso apostavam no seu comandante Arsene Wenger(Naquela época ele era solução) e na sua dupla de ataque formada por Dennis Bergkamp e ninguém menos que ele, o king, Thierry Henry.

O Arsenal até os dias de hoje, sempre foi visto como sinônimo de bom futebol na Inglaterra, e antigamente a pressão era maior. O clube londrino jogava num 4-4-2 clássico. A linha defensiva contava com: Lehmann, Laurén, Campbell, Kolo Toure e Ashley Cole. A solidez defensiva dessa equipe passava muito pela sua dupla de volantes. O brasileiro Gilberto Silva e o francês Patrick Vieira, dois dos melhores volantes que já passaram pela terra da rainha. Como prêmio, o Arsenal teve a melhor defesa do campeonato levando 26 gols em 38 jogos.

Fator que indispensavelmente foi crucial para a manutenção da invencibilidade. Completando a segunda linha de quatro, Ljungberg e Pires abertos usavam de sua velocidade para puxar contra ataques,(marca daquele time) além de uma boa finalização e passes açucarados. Na frente, uma dupla que particularmente, acho a mais técnica da história da Premier. O holandês Dennis Bergkamp e ninguém menos que ele, para muitos o rei de Londres, Thierry Henry. Essa dupla até hoje é um pesadelo para todos os rivais.

O Grande Arsenal comemorando o Título

A Batalha de Old Trafford

 

Vale destacar que a invencibilidade por algumas vezes foi muito ameaçada. Em um clássico contra o Manchester United no teatro dos sonhos que ficou conhecido como “a batalha de Old Trafford”.  Ruud Van Nistelrooy teve a chance com um pênalti no último minuto de acabar com essa série invicta. Mas o holandês acabou desperdiçando e a partida terminou empatada por 0x0. Outro lance que ficou marcado foi a excepcional defesa de Lehmann nos acréscimos na partida contra o Portsmouth, que acabou 1×1.

 

O Jogo Inesquecível da Campanha Invicta

 

Sem duvidas o jogo inesquecível da campanha é contra o Liverpool. Os reds venciam os gunners por 1×2 no estádio de Highbury, antiga casa do clube londrino antes da construção do Emirates. Ao voltar do intervalo, Henry marcou dois gols e com seu tento na etapa inicial, chegou a mais um hat trick na competição. E o seu compatriota Pires deu números finais ao placar. 4×2 e uma virada sensacional, mas o Arsenal não diminuiria o ritmo até conquistar o troféu.

O Jogo do Título

O jogo do título veio com um sabor especial. A oportunidade de ser campeão na casa de um de seus maiores rivais não poderia passar. O palco da decisão  era o White Hart Lane, casa do Tottenham. Um simples empate dava aos gunners o título com cinco rodadas de antecedência. O Arsenal abriu 0x2 com Vieira e Pires em jogadas de contra ataque e o título era questão de tempo. O Tottenham até chegou a empatar o jogo, mas não teve jeito, gunners campeões. Festa na casa do rival e história feita.

 

Nunca, ninguém foi tão dominante na terra da rainha como este Arsenal. O City dessa temporada até deu indícios de que poderia terminar a competição invicto, mas uma derrota para o Liverpool no Anfield em janeiro e outra para o United no jogo que poderia ser o do título, impediram o sonho dos Cityzens.

 

Particularmente, acho difícil alguém igualar esse recorde.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *