Peru, atual Campeão Mundial de futebol.

HAHAHA

Você deve estar rindo e pensando: esse cara pirou.

Mas calma. Vou explicar.

Te garanto que a história é no mínimo interessante.

Tudo começou em 1967. Em uma partida válida pela já extinta British Home Championship onde  se enfrentavam Inglaterra, atual campeã mundial e Escócia, uma seleção que apesar de já ter disputado oito Copas do Mundo, jamais passou da primeira fase. Em pleno Estádio de Wembley a Escócia castigou os anfitriões com sua primeira derrota desde o título mundial, 3 a 2 para os “Jocks” (como gostam de se chamar os escoceses) em uma das partidas mais importantes da história do futebol escocês.

Escoceses comemoram a vitória em 1967 em pleno Estádio de Wembley.

Escoceses comemoram a vitória em 1967 em pleno Estádio de Wembley.

Eis que um jornalista escocês, usando a lógica do sistema de cinturões do boxe, proclamou que os escoceses eram os novos campeões mundiais não oficialmente. Quem mais poderia ser proclamado campeão mundial senão os escoceses que venceram os atuais campeões mundiais, em Wembley com 99 mil testemunhas de tal feito?

No boxe, no MMA ou no UFC, o defensor do título coloca o cinturão em disputa contra um rival aspirante ao mesmo, dentro de regras e critérios específicos que não iremos nos aprofundar. Fato é que em apenas um combate, ele corre o risco de perder seu inestimável cinturão de campeão.

Voltando ao futebol, os “Jocks” começaram a se proclamar os novos campeões mundiais graças ao artigo publicado pelo desconhecido jornalista.

Foi aí que outro jornalista, chamado Paul Brown, que escreve para várias publicações incluindo a famosa Four-Four-Two, resolveu em 2003, baseado em tudo o que expliquei aí em cima, criar o Unofficial Football World Championships.

logo UFWC

O UFWC é uma realidade paralela, baseado na história real acontecida em 1967, onde o campeão mundial é conhecido jogo a jogo.

Para isso, ele estudou a história de todos os confrontos mundiais entre seleções em ordem cronológica desde a primeira partida que se tem notícias: justamente um Inglaterra e Escócia realizado em 1873. Como o primeiro confronto entre seleções nacionais terminou empatado em 0 a 0, o título ficou vago até março do ano seguinte quando as mesmas seleções se enfrentaram no segundo confronto entre seleções nacionais da história e os ingleses levaram a melhor vencendo por 4 a 2.

De lá para cá, seguindo a lógica de Paul, foram até agora 936 disputas de campeão mundial de futebol colocadas em jogo, consagrando campeões até então inimagináveis como a Bolívia, após vencer o Chile em 1957 e novamente em 1979 batendo a Argentina ambas em La Paz, as Antilhas Holandesas que bateram o recém campeão México em 1963, a Costa Rica que defendeu o título por sete partidas seguidas, a Irlanda que venceu a França em 1977, a Suiça após vencer a Itália em Roma em 1982, Israel que goleou a Rússia em 2000, Angola que defendeu o título por nove vezes após se consagrar em 2004, Zimbabwe, praticamente a seleção que dominou o ano de 2005, a Georgia que roubou o título dos uruguaios em 2006, Japão que de 2010 a 2011 defendeu o título por 15 vezes consecutivas.

No ranking mundial, a Escócia lidera com folga após 86 títulos mundiais. Bem mais do que o penta que tanto nos orgulhamos. O Brasil é o sexto (olha o hexa aí!!!) com 38 títulos em 71 defesas. Para os argentinos um motivo para se orgulhar: nossos hermanos tem 62 títulos mundiais. Só assim para nos passarem.

Claro que os britânicos dominam a lista dos maiores campeões, principalmente Escócia e Inglaterra, pois de 1873 até 1909 só houve disputa de título entre os britânicos. Em 1909 a Hungria tentou mas acabou derrotada pelos ingleses por 4 a 2. O primeiro campeão não britânico foi a Áustria que goleou a Escócia por 5 a 0 em 1931.

Clique para ampliar.

Fato é, que o UFWC tem fã por todo o mundo, seguindo os jogos via BlogTwitter e Facebook.

Paul Brown, mentor do projeto, acredita que as pessoas acabam se apaixonando pela emoção de se ter uma final a cada jogo. Remete muito a cultura do futebol de rua de antigamente nos clássicos Rua de Cima contra Rua de Baixo onde a cada vitória um título era levantado com uma festa sem igual.

O projeto recebeu elogios até da FIFA e passou por uma investigação minuciosa em mais de 800 partidas para se elaborar a histórica lista, pois um simples erro colocaria todo um trabalho a perder.

Para acompanhar as decisões de títulos, basta seguir o blog em https://www.ufwc.co.uk/

O troféu é virtual mas tem um nome: Charles Alcock, criador da FA Cup e um dos responsáveis pela primeira partida de futebol entre seleções.

Troféu digital Charles Alcock.

Troféu digital Charles Alcock.

Ah, mas e o Peru?

Os peruanos são os atuais campeões desde 31 de agosto de 2017 após baterem a Bolívia por 2 a 1 em Lima pelas Eliminatórias da Copa do Mundo da FIFA. A próxima defesa dos atuais campeões mundiais será em 23 de março de 2018, contra a Croácia em Miami.

Clique para ampliar.

 

 

Fábio Vilela

Fábio Vilela cozinha, desenha, fotografa, coleciona camisas e gosta de falar de futebol. Adora lembrar dos craques dos anos 90 e da época de ouro do Calcio. Relembra com nostalgia dos seus esquadrões de futebol de botão, que ele mesmo fazia. Fã de polêmicas e de Cantona, Sérgio Ramos, Luis Suarez, Batistuta e acha La Bombonera o estádio mais legal do mundo.

Talvez você também se interesse por...

1 Response

  1. 13/06/2018

    […] Peru participa da sua 5ª Copa do Mundo desde […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *