Os “Rockstars” apaixonados por futebol.

Você apaixonado por futebol, já parou pra se perguntar por qual time torce alguns de seus “Rockstars” favoritos? Sabia que apesar de ser da cidade do Liverpool e Everton os Beatles se mostravam indiferentes ao esporte? Paul parecia o mais interessado, mesmo nunca revelando qual seu clube do coração, já foi flagrado na torcida do Everton porém diz gostar das cores do Liverpool. Mesmo sem demonstrar paixão, Ringo é associado ao Arsenal, relato dão contas que os Gunners são o time de coração do astro. Já para John Lennon e George não existem relatos se torciam para algum clube. Fato é que os Beatles não tomaram partido por um clube, seria forma de não desagradar um lado da cidade ou eram imunes a paixão do futebol?

Você verá aqui que muitos Rockstars assumiram o clube até em cima do palco e até hoje muitos são presença constante em estádios, outros quase se arriscaram como jogador e tem torcedor ilustre que reergueu o time do coração e você confere aqui. Vamos começar pelas estrelas gringas:

Líder do Sex Pistols, Johnny Rotthen é fanático pelos Gunners

Líder do Sex Pistols, Johnny Rotthen é fanático pelos Gunners

Lembram deles? Sex Pistols uma das maiores bandas de Punk Rock dos anos 70, o seu líder vocal Johnny Rotthen é um apaixonado pelo Arsenal da Inglaterra. Fazem companhia a Rotthen, na torcida dos Gunners Roger Waters, baixista do Pink Floyd, Roger Glover, baixista do Deep Purple, Chris Martin, líder do Coldplay e Roger Daltrey, vocalista do THE WHO, banda que tocou no jogo de despedida do estádio Highbury, entre Arsenal x Wigan em 2006.

Mick Jagger, o líder dos Rolling Stones é persona non grata, quando o assunto é torcer pelo seu time.

Mick Jagger, o líder dos Rolling Stones é persona non grata, quando o assunto é torcer pelo seu time.

Ultimamente quando o assunto é futebol e música, impossível não nos lembrarmos de Mick Jagger. O líder dos Rolling Stones é um apaixonado por futebol assíduo. Porém, apesar dos Stones ser uma das maiores bandas de todos os tempos, ninguém parece muito afim de ter Jagger do seu lado na arquibancada. Tudo isso porque o líder vocal foi taxado de o “maior pé frio” do futebol. Para quem Jagger torce, os resultados não costumam ser bons no fim. Seria uma sina recente? Afinal Mick Jagger se acostumou em ver o seu time do coração, Arsenal, ganhando muitas taças na Inglaterra e viu a seleção de seu país ser campeã mundial em 1966. Porém a seca de títulos do time de Arsène Wenger, parece acompanhar a fase da fama de pé frio do vocalista dos Stones, a Seleção Inglesa, da qual Jagger sempre acompanha partidas, nem precisamos dizer que está em uma grande seca no time principal. Fato é que pelo sim ou pelo não, melhor não arriscar, se for a um show dos Rolling Stones, pode até tirar foto com Mick Jagger, só não faça isso com ele usando a camisa do seu time.

Noel Gallagher comemorando o título da Premier League, ao lado de Kun Aguero e o pai dele. Seu irmão Liam Gallagher também é um fanático citizens.

Noel Gallagher comemorando o título da Premier League, ao lado de Kun Aguero e o pai dele. Seu irmão Liam Gallagher também é um fanático citizens.

Sempre em evidência, os irmãos Gallagher nunca esconderam que são assíduos torcedores, nascidos em Manchester, os irmãos escolheram o Manchester City como clube do coração. Nenhuma surpresa, já que mesmo o Manchester United sendo o clube mais vencedor da cidade, é o City que detém a maior torcida.  Agora um time bilionário e se acostumando a brigar pelo topo da tabela na Inglaterra os irmãos que sempre foram fies aos citizens esperam ver o clube do coração também no patamar mais alto da Europa.

Geezer Butler exibe a camisa do Aston Villa, com personalização especial.

Geezer Butler exibe a camisa do Aston Villa, com personalização especial.

Já o Aston Villa, clube campeão europeu, mas que não atravessa grande fase estando na segunda divisão nacional, é sucesso entre os integrantes do Black Sabbath, o baixista Geezer Butler e o “Príncipe das Trevas” Ozzy Osbourne são torcedores do tradicional clube inglês. Quem fazia coro com a torcida do Aston Villa é a ex cantora Amy Winehouse que veio a falecer no ano de 2011.

Jimmy Page, um apaixonado pelos Blues na Inglaterra.

Jimmy Page, um apaixonado pelos Blues na Inglaterra.

Jimmy Page, lendário guitarrista do Led Zeppelin é torcedor do Chelsea, demorou a comemorar títulos da liga, já que os “Blues” ficaram 50 anos sem conquistar a principal taça do país. Porém desde a chegada do Russo Roman Abramovich, Page não deve ter mais o que reclamar, já que comemorar títulos virou rotina na equipe de Londres.

Angus Young, guitarrista do AC/DC.

Angus Young, guitarrista do AC/DC.

Falando em lenda das guitarristas, Angus Young, guitarrista do AC/DC é uma das maiores referências do cenário do Rock, seu time de coração é o Glasgow Rangers, da Escócia. Nos shows da banda era comum ver Young demonstrar seu amor ao clube, realizando as apresentações com a camisa do clube escocês. Companheiro de banda, o vocalista Brian Johnson é torcedor do Newcastle.

O Escocês Rod Stewart é um apaixonado por futebol e pelo Celtic FC.

O Escocês Rod Stewart é um apaixonado por futebol e pelo Celtic FC.

Quem “rivaliza” com Young no campeonato local, é o cantor Rod Stewart, o Escocês é apaixonado pelo Celtic FC e figura presente nos estádios. O ilustre torcedor é presença garantida também nas entregas de troféus da equipe e nos últimos anos, até pela queda do rival Rangers, vem ficando mal acostumado e cada vez mais presente nas cerimônias de títulos. Cena que comoveu o cenário do futebol em 2012, foi ver Stewart com lágrimas e emocionado ao ver seu time derrotar o poderoso Barcelona, de Messi, Xavi, Iniesta e Cia.

Steve Harris, fanático torcedor do West Ham, quase virou jogador de futebol na infância.

Steve Harris, fanático torcedor do West Ham, quase virou jogador de futebol na infância.

Falaremos agora de uma lenda do Rock and Roll, mas que poderia ter sido uma lenda dos gramados. Steve Harris,o baixista da banda de “Heavy Metal” Iron Maiden, é torcedor fanático do West Ham, quando criança Harris chegou a integrar as categorias de base dos Hammers, seu colega de banda Janick Gers afirma que em certo momento Harris teve que optar entre a música e o futebol e a história todos sabem como terminou. Harris é um dos músicos mais ligados ao esporte, inclusive foi criada a saudação “Up the Iron” ao time do West Ham. Na contramão, o vocalista Bruce Dickinson não é tão ligado ao futebol, porém tem a curiosa história de pilotar o avião de Liverpool e dos escoceses Rangers, em partidas válidas pela Liga Europa. Os outros integrantes da banda tem seu clube do coração, Gers é torcedor do Newcastle, Adrian Smith é torcedor do Manchester United enquanto Dave Murray é torcedor do Tottenham. Quem faz companhia a Harris na torcida dos Hammers é Dave Grohl, ex baterista do Nirvana e líder do Foo Fighters.

Elton John, o ilustre torcedor que transformou o Watford.

Elton John, o ilustre torcedor que transformou o Watford.

Sem a mesma habilidade com a bola nos pés, “sir” Elton John ajudou seu time de coração, o Watford, de outra maneira. Já que não poderia ajudar dentro de campo, resolveu ajudar fora das quatro linhas e em 1976 comprou o clube do coração, que na época estava na 4º divisão nacional. Se engana quem acha que o músico queria apenas ostentar, o projeto era sério e o Watford em 5 anos chegou a elite nacional. No ano seguinte, impressionou o mundo, ao conquistar o vice-campeonato inglês e uma vaga na Copa da Uefa e o vice-campeonato da Copa da Inglaterra. Mesmo tendo vendido suas ações em 1990, Elton John é presidente honorário vitalício do clube e deve estar curtindo novamente a boa fase do time, que mesmo não disputando as primeiras posições, está na elite inglesa.

O Camaleão Bowie, era torcedor dos Red Devils.

O Camaleão Bowie, era torcedor dos Red Devils.

Falecido no início de 2016, David Bowie fazia parte da torcida do poderoso Manchester United, além de Bowie o músico Tom Yorke, líder do Radiohead, figura entre os ilustres torcedores do maior campeão inglês.

Kaiser Chiefs, o clube pode ser da África do Sul, mas a banda é de Leeds, na Inglaterra.

Kaiser Chiefs, o clube pode ser da África do Sul, mas a banda é de Leeds, na Inglaterra.

Apesar de levar o nome de um conhecido time da África do Sul, na banda Kaiser Chiefs todos são torcedores do tradicional Leeds United. Mas não se trata apenas de uma coincidência o nome da banda, realmente ela é inspirada no clube sul africano, em 2003 adotaram o nome por ter sido a primeira equipe do então capitão do Leeds na época, Lucas Radebe, zagueiro que se aposentou em 2005.

Badauí e Japinha, integrantes do CPM 22, nunca esconderam sua paixão pelo Corinthians.

Badauí e Japinha, integrantes do CPM 22, nunca esconderam sua paixão pelo Corinthians.

Entre os roqueiros nacionais, Badauí e Japinha, integrantes da banda CPM 22, são dois fiéis ao “Bando de Loucos”. Desde o início sempre marcaram presença em diversos programas esportivos, estampando com orgulho a camisa do Corinthians e deixando claro o amor pelo Timão. Além dos 2, Rita Lee é outra integrante ilustre da massa corintiana e o saudoso Dinho, vocalista da banda Mamonas Assassinas, que faleceram de forma trágica, era outro fiel torcedor.

Barão Vermelho, compõe a massa Flamenguista.

Barão Vermelho, compõe a massa Flamenguista.

Falando em times de grande torcida, a banda Barão Vermelho, pode ser chamada de Barão Vermelho e Preto, já que os integrantes são torcedores do Flamengo. junta-se a lista de torcedores rubro negros, músicos da qualidade de Hebert Vianna, vocalista do Paralamas do Sucesso, Paula Toller, líder do Kid Abelha, o vocalista do Raimundos, Digão, além dos irmãos Flávio e Fê Lemos do Capital Inicial.

Banda Ira esteve presente na despedida do ídolo Rogério Ceni.

Banda Ira esteve presente na despedida do ídolo Rogério Ceni.

Outros músicos que nunca esconderam sua paixão no futebol, são os integrantes da Banda Ira. O vocalista Nasi e o guitarrista Edgard Scandurra, sempre levaram as cores tricolores em programas esportivos. A Banda inclusive foi convidada pelo ex goleiro Rogério Ceni para realizar um show durante o intervalo da partida de despedida do capitão são paulino. Já seus companheiros de banda André Jung e Ricardo Gaspa são torcedores do Palmeiras. Outros músicos que integram o quadro de torcedores do clube do Morumbi, são o guitarrista também presente na despedida do “mito”, Andreas Kisser do Sepultura, Dinho Ouro Preto vocalista do Capital Inicial, o Cantor Nando Reis e o líder do Ultraje a Rigor, Roger.

Derrick Green, vocalista da banda Sepultura, uma das bandas brasileiras mais conhecidas no exterior.

Derrick Green, vocalista da banda Sepultura, uma das bandas brasileiras mais conhecidas no exterior.

Verde até no nome. Esse é Derrick Green, torcedor do Palmeiras e vocalista da banda brasileira de Metal, Sepultura, uma das bandas brasileiras mais conhecidas e respeitada no cenário musical do exterior. Seu ex companheiro de banda, o baterista Igor Cavalera também é torcedor do clube de Palestra Itália. Fazem parte da lista de palmeirenses, Max Cavalera, hoje companheiro de Igor na banda Cavalera Conspiracy, João Gordo líder do Ratos de Porão e Branco de Mello dos Titãs.

O Líder do RPM, Paulo Ricardo, é torcedor do Fluminense.

O Líder do RPM, Paulo Ricardo, é torcedor do Fluminense.

Já pelos lados  do tricolor carioca, o Fluminense, quem faz as honras do clube entre os músicos do Rock, é vocalista do RPM, Paulo Ricardo. A torcida do Fluminense, inclusive fez versão adaptada para canto nos estádios da música Rádio Pirata, um dos sucessos do RPM. Acompanham na torcida, o músico Evandro Mesquita, do Blitz, João Barone, do Paralamas do Sucesso e o músico Dado Villa Lobos, ex Legião Urbana.

Humberto Gessinger, vocalista do Engenheiros do Hawaii e torcedor do Grêmio.

Humberto Gessinger, vocalista do Engenheiros do Hawaii e torcedor do Grêmio.

Líder da banda Engenheiros do Hawaii, Humberto Gessinger é um apaixonado pelo Grêmio de Porto Alegre. No ano passado ao final do jejum de títulos nacionais da equipe gaúcha, que durava 15 anos, Humberto fez a narrativa de um vídeo emocionante sobre a garra e resistência dos torcedores durante o período. O vídeo “Somos todos sempre um” tem o texto feito pelo, também gremista, escritor Marcelo Ferla.

Inesquecível vocalista Alexandre Magno, o Chorão, levava o nome de Santos e o Orgulho de ser Santista em todos os cantos do Brasil.

Inesquecível vocalista Alexandre Magno, o Chorão, levava o nome de Santos e o Orgulho de ser Santista em todos os cantos do Brasil.

As letras do Charlie Brown Jr. ficarão marcadas para sempre na história da música brasileira. Uma das principais bandas entre os jovens, no fim dos anos 90 que se estendeu para os anos 2000, teve um fim trágico após o suicídio, do vocalista Chorão e meses depois do baixista Champignon. Nos shows ficava sempre evidente o orgulho dos integrantes em ser de Santos e Chorão carregava no peito o orgulho de ser Santista. Participou da festa no retorno de Robinho, entre diversas ocasiões, junto ao clube da Vila Belmiro. Além de Chorão, o cantor Supla também nunca escondeu sua torcida pelo clube da baixada santista, assim como os músicos Kiko Zambianchi e os integrantes dos Titãs, Toni Bellotto, Paulo Miklos e Sérgio Britto.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *