Seleção de Portugal de Todos os Tempos

Seleção Escalada originalmente publicada pelo Blog Enciclopédia do Futebol. Curta também a página no Facebook.

Essa semana o Blog Enciclopédia do Futebol e o NaGaveta vão escalar os 11 maiores jogadores da Seleção Portuguesa.

1: Manuel Bento

De pedreiro a Rei do gol de Portugal, Manuel Bento foi considerado em votação da UEFA como o melhor goleiro português da história. Tinha a fama de ser um homem-elástico tamanha a facilidade com que se esticava para chegar na bola. Foram 20 e mais de 400 jogos pelo Benfica, onde ganhou 10 vezes o campeonato nacional.

2: João Pinto e 6: Hilário Conceição

Na Lateral-direita João Pinto, jogador que dedicou sua carreira ao Porto e a Seleção de Portugal. Pelo clube foram 407 jogos, pela seleção mais 70. Jogador que sempre defendeu muito bem e chegava com qualidade ao ataque, marcou seu nome na história do futebol europeu. Na esquerda Hilário Conceição, histórico lateral do Sporting e da Seleção. Teve participação marcante na Copa de 1966, sendo considerado um dos melhores jogadores da seleção lusa que alcançou as semifinais da competição.

3: Humberto Coelho e 4: Germano Figueiredo

Na zaga a segurança e tecnica de Humberto Coelho. Considerado por muitos um dos melhores zagueiros de sua época. Pelo Benfica foram oito título do Campeonato Português. Fez 113 gols pelos encarnados, um número grandioso para um zagueiro. Ao lado dele Germano Figueiredo, figura fundamental no Benfica do começo dos anos 60, é considerado o melhor zagueiro português de todos os tempos.

 

5: Mário Coluna (c); 7: Luís Figo e 8: Rui Costa

Na meia cancha vamos começar com o histórico Mário Coluna. O Monstro Sagrado, é considerado um dos melhores jogadores da história do futebol português e uma lenda do Benfica. Era meia na sua origem, coube ao brasileiro Oto Glória, perceber que Coluna se destacaria mais atrás. E ele estava certo, Coluna foi o grande comandante do Benfica em cinco finais europeias e comandou a seleção no terceiro lugar de 1966, melhor participação da seleção na história dos Mundiais.

No meio-campo junto com Coluna, dois representantes da geração de Portugal campeã mundial Sub-20. O cerebral Rui Costa tinha um passe mortal e uma visão de jogo excepcional que fazem inveja a qualquer um. Em mais de uma temporada na Itália, onde defendeu a Fiorentina, ele foi eleito o melhor 10 do Calcio superando Zidane inclusive. Ao lado dele o Bola de Ouro Luis Figo. Suas arrancadas e dribles marcaram época no futebol mundial. Figo tinha uma técnica e habilidade para superar os adversários que ver ele em campo era encantador. Foi campeão por onde passou e fez história com a camisa portuguesa.

9: Fernando Peyroteo; 10: Eusébio e 11: Cristiano Ronaldo ☆

 

Um ataque mortal, faltariam bolas para os pés goleadores desses três lendários jogadores. Fernando Peyroteo marcou época no anos 30/40. Foram mais de 500 gols, uma presença de área incrível e um poder de decisão que o fazem um dos maiores ídolos da história do Sporting. Ao lado de Peyroteo, a lenda Eusébio, indiscutivelmente o maior jogador português da história, até o surgimento de Cristiano Ronaldo. Eusebio era uma máquina, força, habilidade e um poder de finalização espetacular, fizeram do Pantera Negra um dos principais jogadores da história e o melhor da Copa de 1966. Foi três vezes artilheiro da Champions, ganhou 11 vezes o campeonato Português e uma vez a Champions.

Para fechar esse time a estrela da cia. Cristiano Ronaldo é o único jogador ainda em atividade nessa lista. Não é a toa, ao lado de Messi domina o mundo do futebol há dez anos. É o maior artilheiro da história da seleção, venceu o inédito título da Eurocopa em 2016. Falar dos feitos de Cristiano Ronaldo é chover no molhado, só podemos exaltar e acompanhar a história sendo escrita diante dos nossos olhos com muito prazer.

 

RESERVAS:

1: Vítor Baia
2: Artur Correia
3: Ricardo Carvalho
4: Fernando Couto
5: Paulo Sousa
6: Raphaël Guerreiro
7: José Augusto
8: José Travassos
9: José Águas
10: Deco
11: Paulo Futre

Técnico: José Mourinho

Emerson Morelli

Fanático por futebol desde garoto, o colecionismo se tornou uma extensão disso.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *