Seleção de Novatos – Coritiba

Hoje o nossa seleção de novatos com a escalação dos 11 jogadores que começaram suas carreiras profissionalmente em casa clube continua em Curitiba. Vamos falar do Coritiba Foot-Ball Club. Começando por um Rei e terminando em uma eterna promessa do time Coxa Branca.

 

Goleiro

No gol um Rei. De Rei dos folgados apelido dado por se recusar bolas chutadas muito longe, função que cabia aos goleiros juvenis na época a Rei do gol. Jogou por três anos no Coritiba de 1930 a 1933 quando rumou para o Vasco. Em 1935 foi eleito pela renomada revista Cruzeiro o melhor goleiro do país.

Zaga

Nas laterias dois jogadores que fizeram sucesso na Europa. Rafinha na lateral-direita, lateral de bom apoio e que aprimorou seu poder de marcação ao longo dos anos. Veio da base do Londrina para o Coritiba ainda com 16 anos. No Coxa ficou entre 2003-2005, tempo suficiente para vencer dois estaduais. Se destacou principalmente no futebol alemão, jogando por Schalke e Bayern de Munique. Na esquerda Adriano, jogador de característica curiosa, é ambidestro e no começo de carreira usava mais à direita do que a esquerda. Ganhou os estaduais de 2003 e 2004 junto com Rafinha. Foi para o Sevilla e depois Barcelona onde mesmo na reserva foi um jogador muito utilizado.

Na zaga Fedatto dono de estilo elegante e refinado é considerado o melhor zagueiro da história do clube. Era considerado um gentleman dentro de campo, com o Coritiba foi seis vezes campeão estadual. Ao lado dele Miranda, jogador sério e de bom posicionamento. Jogou pouco pelo Coxa, sendo campeão estadual em 2004. Saiu para uma curta passagem para o Sochaux e de lá para o São Paulo onde se destacou e ganhou fama. Teve destaque também no Atlético de Madrid e Internazionale.

Meio-Campo

Para começar o meio-campo Claudiomiro. Jogador que se destacou por Santos e Grêmio, começou sua carreira profissionalmente em 1995 no Coritiba onde pouco jogou. Conhecido por sua raça e polivalência o volante exercia várias funções em campo. Ao lado dele Ninho, volante de bom passe, chegada ao ataque e muito bom no desarme. Era irmão do ídolo Maxambomba. Foi o autor do primeiro gol da história do Atle-Tiba.

Nas meias começando pela direita Toby, meia discreto mas muito talentoso foi o dono da camisa 10 do time campeão brasileiro de 1985. Também foi campeão paranaense 79 em seu primeiro ano entre os profissionais do Coxa. Habilidade, raciocínio rápido e boa chegada ao ataque, além de uma capacidade atlética que lhe rendeu o apelido de Formiguinha. Esses eram os atributos de Dirceu, jogador que começou sua carreira no Coritiba onde realizou apenas 57 partidas. Rodou o mundo com destaque para sua passagem no futebol italiano onde foi um dos melhores jogadores dos anos 80. Foi o terceiro melhor jogador da Copa de 1978 e craque do campeonato italiano em 1985-1986.

Para finalizar o meio-campo pelo centro a habilidade de Alex. Meia com passagem marcante pelo Coritiba onde começou e encerrou a carreira. Se destacava pela inteligência, as chances criadas para os companheiros e uma perna canhota espetacular. Foi um dos principais jogadores do futebol brasileiro no começo do século e até hoje ninguém entende sua ausência da Copa de 2002. É ídolo também no Palmeiras e no Fenerbache da Turquia.

 

Ataque

No ataque um jogador que prometia muito mais do que realmente entregou. Keirrison foi revelado pelo Coritiba em 2006, ficou até 2008. Foram 65 gols em 122 jogos pelo clube. Sua passagem pelo Palmeiras foi curta mas também marcante 24 gols em 36 jogos. Mas veio a transferência para o Barcelona as contusões e a queda na sua carreira. Foram inúmeros clubes e pouquíssimos gols.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *