O que esperar das semifinais em Kazan e Sochi?

Acabada a fase de grupos da Copa das Confederações, chegamos as duas semifinais onde não houveram grandes surpresas falando em seleções classificadas.

O que houve foi uma certa decepção com o inconstante futebol africano, com Camarões, que possui ótimos talentos individuais e nenhum conjunto.

E total decepção com os anfitriões russos e a fraca equipe que o país montou para a competição. Infelizmente não tem mostrado futebol digno nem para figurar na Copa do Mundo.

Emest Mabouka é expulso em Sochi

Emest Mabouka é expulso em Sochi, pela Copa das Confederações. © Getty Images

Teremos agora então dois bons jogos para aproveitar antes da finalíssima, domingo, em São Petersburgo.

Kazan Arena em Kazan

Na primeira semifinal teremos Portugal e Chile, na Kazan Arena. Campeões Sul-americano e Europeu frente a frente na busca por uma vaga na final da Copa das Confederações no estádio onde Portugal deixou escapar a vitória frente a seleção mexicana.

Ambas as equipes apostam em aplicação tática, conjunto e alguns destaques individuais. O atual melhor do mundo do lado português contra Rei Arturo Vidal, o destaque deste selecionado chileno nesse final de temporada do velho continente.

Arturo Vidal na Copa das Confederações

“Rei” Arturo Vidal. © AFP

Pepe desfalca os lusitanos, suspenso por dois amarelos. Já os chilenos, sem desfalques mas tentando encontrar equilíbrio entre físico e mente após o difícil jogo contra a Austrália.

No histórico do confronto: duas vitórias portuguesas e um empate.

Fisht Stadium em Sochi

Na outra semifinal, em Sochi, Alemanha e México fazem um duelo onde apontar um favorito é muito complicado.

A campeã do mundo foi para o torneio com uma equipe sem suas estrelas. Isso não tira o brilho da campanha invicta do selecionado alemão. Bem verdade, não chega a ser uma surpresa.

Alemanha entra em campo na quinta-feira pelas semifinais da Copa das Confederações.

O alternativo selecionado alemão sob o olhar de Joachim Low. © Getty Images

A Alemanha é uma potência futebolística. Oito finais de Copa do Mundo. Esteve presente nas semifinais das últimas quatro Copas do Mundo. Quatro vezes campeã do mundo no futebol masculino e duas vezes no feminino. Três vezes campeã européia no masculino e oito vezes no feminino. É a seleção mais vitoriosa do mundo e chega embalada pela nova geração em busca de mais uma conquista.

Julian Draxler, a estrela alemã nas semifinais da Copa das Confederações.

Julian Draxler, a estrela alemã na Copa das Confederações. © Getty Images

Também invictos, os campeões da Concacaf chegam para o duelo das semifinais com uma defesa inconstante mas com um time com sangue frio e que sabe buscar maneiras de reverter o resultado de uma partida. Nas três partidas da primeira fase, os mexicanos tiveram que correr atrás após seus adversários abrirem o placar.

Juan Carlos Osorio tem uma prova de fogo real pela frente. Desfalcado de Andrés Guardado o selecionado tricolor confia na estrela e nos gols de Chicharito Hernández para tentar passar pelos alemães e chegar a grande final.

Juan Carlos Osorio tenta passar pela Alemanha nas semifinais da Copa das Confederações

Juan Carlos Osorio tenta levar o México à final. © AFP

No dia 29 de junho de 2005 em Leipzig, na Alemanha, há exatos 12 anos do confronto da próxima quinta-feira, as duas seleções se enfrentaram na disputa do terceiro lugar da Copa das Confederações de 2005.

Os alemães venceram na prorrogação após um empate de 3:3 no tempo normal.

Clima de Copa do Mundo?

Sem muito brilho e no final de temporada das principais ligas européias, a Copa das Confederações chega no momento em que busca encantar e dar ao público aquele gostinho de Copa do Mundo.

Esperamos que os belos estádios de Sochi e Kazan tenham, um belo público e principalmente um belo futebol das quatro classificadas e deixem aquele gostinho de quero mais para domingo.

Fisht Olympic Stadium em Sochi.

Fisht Olympic Stadium em Sochi, palco de Alemanha x México © Getty Images


O mascote Zabivaka na Kazan Arena, em Kazan.

O mascote Zabivaka na Kazan Arena, palco de Portugal x Chile. © Getty Images

 

Fábio Vilela

Fábio Vilela cozinha, desenha, fotografa, coleciona camisas e gosta de falar de futebol. Adora lembrar dos craques dos anos 90 e da época de ouro do Calcio. Relembra com nostalgia dos seus esquadrões de futebol de botão, que ele mesmo fazia. Fã de polêmicas e de Cantona, Sérgio Ramos, Luis Suarez, Batistuta e acha La Bombonera o estádio mais legal do mundo.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *