Tite transformou algo bom em péssimo

A vida de Tite não tem sido fácil na seleção e o técnico atualmente parece não se ajudar. O gaúcho chegou la com méritos inegáveis, era aclamado por todos para o lugar de Dunga. Lugar esse que já poderia ser seu desde 2014 se a CBF não fosse tão ruim.

Mas atualmente é impossível o vencedor técnico passar ileso de qualquer a qualquer fato.

https://www.instagram.com/championsshirts.cs/

Quando perdeu para a Bélgica mesmo chutando o triplo de vezes a gol do que o adversário 27×9, o técnico é criticado. Mesmo quando ganha a seleção não joga um futebol vistoso e que deixe o povo cheio de orgulho. De novo Tite é criticado e lógico tem sua parcela de culpa nisso.

Até poucos dias atrás Tite chegava para a Copa América com a faca no pescoço. Mesmo tendo deixado de lado mais de 30% do plantel que foi a Copa, o povo e a imprensa queriam mais e mais renovação no elenco da seleção. Tite optou por ainda deixar alguns experientes. Ele entende e eu também que essa mescla é positiva, seja para ganhar ou mesmo para passar o “bastão” para quem vai herdar a amarelinha.

A Mudança de Rumo

Porém em menos de um mês tudo mudou. Neymar deu um soco em um torcedor. O técnico preferiu não abrir mão do talento do craque mas lhe tirou a braçadeira de capitão. Mais alguns dias e a acusação de estupro de uma jovem contra o craque deixou o clima da seleção uma bagunça. O ex-capitão levou a polícia e a confusão para a seleção. A pressão que já viria grande da arquibancada pelo resultado, começou a ser também pela disciplina.

Muitos pediam o corte ou o afastamento de Neymar. Mas Tite em nenhum momento se manifestou contra o craque. Até que chegou a abençoada quarta-feira e o amistoso entre Brasil x Qatar. Uma contusão nunca é algo bom. Mas a contusão de Neymar pareceu uma coisa boa para todos. Tirou o peso do técnico em administrar uma situação policial e não futebolística. Tirou o jogador da competição e fez o foco do técnico e da equipe ser somente o campo. Já o jogador pode tratar de seu pé e de sua vida única e exclusivamente como parece que precisa.

A Transformação

Tite tinha a disposição algumas razoáveis e populares opções. Poderia chamar Lucas. Mesmo que reserva do Tottenham, foi ele quem levou o time de Londres para a final da Champions League. Poderia levar Vinicius Jr., jogador que ele já havia chamado anteriormente, mas por causa de uma contusão, o jogador do Real Madrid não pôde servir à seleção. Poderia chamar alguém que jogue no Brasil. Bruno Henrique que teve um bom começo de ano. Dudu do atual melhor time do futebol nacional e um dos melhores ponteiros em terras tupiniquins. Até o jovem e assombroso João Pedro do Fluminense poderia ser um bom nome.

Mas não, Tite optou por um velho conhecido que reconhecidamente irrita a torcida. Willian é daqueles jogadores funcionais que no fundo irritam a torcida. E a irritação da torcida nesse momento tem apenas um único alvo, que no caso é Tite. Em caso de jogos ruins, mesmo com vitorias, o técnico vai ouvir uma enxurrada de críticas. Isso em um torneio em sua própria casa pode ser fatal, para a seleção e para Tite.

Espero sim, que o treinador de um jeito na seleção. Mesmo sem nosso principal talento possa vencer e convencer no torneio, pois é o que queremos e desejamos. Mas é inegável que Tite transformou algo bom em ruim. Transformou a calmaria em outra tormenta e vai ter que saber administrar muito bem isso.

Emerson Morelli

Fanático por futebol desde garoto, o colecionismo se tornou uma extensão disso.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *