Sérvia e Montenegro – Uma Seleção sem Pátria

Um dos momentos mais marcantes na vida de um jogador de futebol sem dúvida deve ser representar o seu País em uma Copa do Mundo. Defender a sua pátria e estar participando do maior evento futebolístico do Mundo. Mas como deve ser a sensação de disputar um Mundial por uma Seleção cujo País não existe mais? Não você não leu errado é isso mesmo e o NaGaveta te mostra essa história inusitada do futebol.

https://www.instagram.com/championsshirts.cs/

Para entender essa história direito o NaGaveta te leva ao Leste Europeu. Ao instinto País chamado Iugoslávia berço de inúmeros craques. Em sua maioria meias talentosos e atacantes letais. Podemos destacar nomes como Mijatovic, Savicevic, Prosinecki, Suker, Mihajlovic, Milosevic, Stojkovic, Stankovic, Jugovic, entre outros . A Iugoslávia já foi considerada umas das melhores seleções do Mundo. Em 1930 foi a quarta colocada na Copa do Mundo realizada no Uruguai. E medalhista de Ouro nas Olímpiadas de 1960 realizada em Roma na Itália. Com o fim da Iugoslávia surgiram cinco novas seleções Sérvia e Montenegro, Croácia, Macedônia, Bósnia e Eslovênia.

A História de Sérvia e Montenegro em Campo

Nossa Personagem principal “ Sérvia e Montenegro “. A seleção entrou em campo pela primeira vez apenas oito dias após a criação do País Sérvia e Montenegro. Em partida válida pelas Eliminatórias para a Euro 2004 , resultado um empate em 2 x 2 contra o Azerbaijão. A Sérvia e Montenegro não conseguiu se classificar para a Euro 2004. Porém conseguiu se classificar para a Copa do Mundo de 2006, durante toda as eliminatórias a Seleção sofreu apenas um gol.

Servia e Montenegro na sua estréia

O Mundial de 2006 foi a última competição internacional disputada pela equipe, cujo país já não existia mais.  Há uma semana do inicio do torneio Servia e Montenegro se separaram dando origem a dois novos Países “ Sérvia “ e “Montenegro”. O Resultado disso foi visto na Copa da Alemanha não só em campo como nas arquibancadas a equipe terminou em último lugar na competição, com a pior defesa (10 gols sofridos).

Uma equipe que não cantava o próprio hino

Pelo nível técnico da equipe, acredita-se que a separação do país  tenha sido fundamental para uma campanha tão ruim. Nas arquibancadas quando o Hino nacional da Iugoslávia era tocado antes de cada partida era vaiado. Os próprios jogadores decidiram não cantar o hino. 

Mas antes mesmo desse fator Geopolítico ter acontecido as coisas já não andavam muito bem com a seleção do técnico Ilija Petkovic. Ás vésperas da Copa do Mundo o atacante Vucinic foi cortado do Mundial devido a uma lesão. Em seu lugar Petkovic decidiu chamar seu filho Dusan Petkovic, devido à polêmica criada Dusan preferiu deixar a delegação. Desta forma seu lugar não pode ser novamente ocupado. Outra grande polemica do técnico Petkovic foi não ter dado nenhuma chance ao craque Dejan Petkovic o “nosso Pet” que nessa época já havia brilhado aqui nos gramados brasileiros .
O Elenco da Sérvia e Montenegro da Copa de 2006 contava com alguns jogadores experientes e algumas promessas como , Vidic , Koroman, Kezman, Milosevic, Stankovic, Djordevic.

A ultima partida história da seleção de Sérvia e Montenegro foi contra a Costa do Marfim derrota por 3×2 e o ultimo gol foi marcado aos 20 minutos da primeira etapa pelo sérvio Ilic.

O ultimo gol comemorado pela Seleção de Sérvia e Montenegro

You may also like...

1 Response

  1. renato diz:

    fico pensando se essa seleção na época ganhasse a copa do mundo como é que ficaria depois..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *